loading
02 Mar

A inveja não faz falta a ninguém

Como já é hábito, aqui está o texto desta semana. É sobre a inveja. Espero que gostem!

“A inveja não faz falta a ninguém”

O que é a inveja?

É um desejo (cobiça) de ter um bem que outros possuem. É raiva e pesar pela prosperidade e bem estar de outros.

A inveja não faz falta a ninguém e desperta em nós sentimentos “feios” e despropositados.

Este estado de alma prejudica o invejoso, porque se consome em sentimentos que inquinam a mente e por consequência o corpo e, por sua vez, prejudica o invejado, porque a energia que esse tipo de sentimentos emanam é nociva.

A inveja é um assunto tão importante, que a maioria dos livros sagrados dão-lhe destaque. Na bíblia por exemplo:

“Não sejamos presunçosos, provocando-nos uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.” Gálatas 5:26

“A inveja destrói o tolo.” Jó 5:2

“O coração em paz dá vida ao corpo, mas a inveja apodrece os ossos.” Provérbios 14:30

Se pensarmos que estas frases foram escritas há milhares de anos, significa que não é um mal de hoje, mas sim um problema que sempre existiu.

Quer isto dizer que temos de nos resignar e aceitar a inveja como algo óbvio e natural?

Não, eu acho que não!

Eu quero acreditar – e incentivar-vos a acreditar – que existem soluções e que devemos ter a capacidade de nos livrarmos e protegermos da inveja e, ao mesmo tempo, ajudarmos os invejosos a deixarem de o ser.

Não vamos acabar com  a inveja no mundo, mas podemos tentar aboli-la da nossa mente e das pessoas que connosco se relacionam.

Como?

Não tenho pretensões de vos explicar exatamente como o fazer, nem tenho habilitações técnicas para tal, mas posso partilhar convosco como é que eu faço para me livrar de ser invejoso e para me ir livrando dos focos de inveja de que sou alvo.

Deixem que partilhe convosco um episódio da minha vida que exemplifica a minha forma de agir:

Há uns tempos atrás, um amigo meu – que é músico – disse-me que uma determinada pessoa do ramo tinha falado sobre mim algumas coisas pouco reais e desnecessárias. Este companheiro de profissão também me disse que, assim que essa pessoa saiu de perto das restantes a quem tinha dito as tais coisas, foi bastante criticada.

Porquê?

Porque todos reconheceram que o sucedido demonstrava uma inveja doentia – ou seja, essa tal pessoa ao querer prejudicar-me, deixou uma péssima imagem de si própria.

Uns tempos depois, num programa de televisão, esse meu amigo não resistiu à tentação de me provocar ao dizer-me que a tal pessoa estava no fundo da sala.

Sabem o que fiz?

Saí do grupo dos músicos com quem estava e dirigi-me à tal pessoa.

Depois de um cumprimento com um sorriso, ficámos a falar uns 15 minutos: conversámos sobretudo das suas coisas, dando-lhe todo o protagonismo do encontro.

Por ter ignorado tudo o que tinha sido dito sobre mim e dar-lhe atenção, desvalorizei uma questão que não beneficiava ninguém.

O que aconteceu?

Nunca mais ouvi nada sobre comentários a meu respeito da parte da tal pessoa.

Às vezes, um pouco de atenção e um pouco de simpatia, fazem “milagres”.

Quando algo está sujo pela inveja, vai acabar por cheirar mal, por isso quando surge a oportunidade, o melhor é tomar a iniciativa de limpar.A vida é melhor, quando é mais “cheirosa”!

Até à próxima quarta feira, às 21H, no Facebook e no Instagram AboutEmanuel.

– Nascemos para ser felizes –

Emanuel

#‎nascemosparaserfelizes#‎AboutEmanuel#‎Emanuel#‎instagram

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscrever

( 1 )
  • João António

    Gosto muito. Brilhante!

    Responder