loading
20 Jul

Recordar é viver

Recordar é viver rubrica nascemos para ser felizes blog cantor emanuel

 

De vez em quando, dou por mim a pensar no passado… Claro que o que interessa é o presente, mas há dias em que me sinto nostálgico. São aquelas saudades de qualquer coisa que vivi, que senti, ou simplesmente de uma lembrança que retive na minha memória.

Acredito que, recordar lembranças do passado, é uma maneira de conseguir viver o presente, e alcançar o futuro! Porquê?

Imaginemos que as lembranças do nosso passado são menos boas. Assim, temos uma bagagem que nos permite viver o presente e aguardar o futuro de forma diferente, tentando não cometer os mesmos erros, não percorrer caminhos estranhos e não sentir tristeza com tanta facilidade. Em todo o caso, faço uma ressalva: há pessoas que viveram passados simplesmente horríveis. O meu sincero desejo para essas – que são lutadoras diárias – é que consigam transformar as más vivências em força para continuar o dia-a-dia (apesar de às vezes ser muito difícil).

Por outro lado, se as recordações são boas, só nos farão prosseguir a nossa vida com a mesma ou ainda maior intensidade, procurando sempre a felicidade.

 

Por isso, meus amigos, vos digo:

 

“Recordar é viver”

 

Nunca se esqueçam do passado, pois é ele, direta ou indiretamente, que nos trouxe até ao presente. Faz parte da nossa condição humana, relembrar tudo aquilo que já vivemos. E às vezes, um fechar de olhos e o imaginar um local, uma impressão ou um sentimento é tão bom!

 

Porque para ser felizes, também temos de relembrar tudo aquilo que nos trouxe até aqui, hoje.

 

– Nascemos para ser felizes –

Emanuel

 

‪#‎nascemosparaserfelizes ‪#‎AboutEmanuel ‪#‎Emanuel

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscrever

( 4 )
  • Ricardo Lopes

    Muita gente diz: O passado já la vai…

    A antítese a essa frase são os nossos idosos. Eles relatam e recordam o seu passado de uma forma lúdica e didática para quem os escuta com atenção. Com os meus avós, aprendi a ouvir e com eles a recordar as suas vivências. Muitas vezes, repetiram as mesmas histórias, mas não me importei, senti sempre o seu entusiasmo, e é agora a minha grande recordação.
    O nosso passado é a memória viva do nosso presente.
    Na verdade, o passado não deixa de ser um livro que já foi lido. Mas que ninguém o pode fechar.
    Recordar permite cruzarmos com a nossa historia, nesse museu ilimitado que é a nossa memória.

    Muitas vezes, pelas mais variadas circunstâncias da vida, recordo esta frase que lhe pertence num refrão de uma música do álbum 2003

    “Desses tempos que lá vão, não se esquece o coração onde mora a saudade” Música- Saudades da loucura…

    Que grande verdade Emanuel, os tempos podem passar mas não serão esquecidos e sim recordados pelo coração.

    Um grande abraço

    Responder
    • Emanuel

      Mas como é que é possível o Ricardo conhecer tão bem o meu repertório?
      Fico muito feliz que consiga aplicar frases de músicas minhas, nalgumas circunstâncias da sua vida.
      Cá o espero, com toda a certeza, na próxima quarta feira!

      Um grande abraço e obrigado

      Responder
  • Ana Paula Dantas

    É o meu passado que me “fez” a pessoa que hoje sou.Não consigo, não quero esquecer o meu passado.
    Quanto às pessoas que fizeram parte dele e hoje não estão, recordo-as dia a dia, deixo muitas vezes que a saudade me torture…
    Lembro muito o passado, sinto saudades de lugares, de pessoas, de músicas, de toques, de cheiros…
    Recordo o passado e mesmo escondendo lágrimas tento sorrir pois sei que nasci para ser feliz….
    Beijinho, Emanuel

    Responder
    • Emanuel

      Ainda bem que sabe que nasceu para ser feliz. Aliás, todos nascemos! Só temos que procurar no nosso interior a felicidade…
      Continue a recordar o seu passado, mas tente fazer com que ele não a “torture” tanto, como refere!
      Um grande beijinho e até quarta :)

      Responder